Powersites - hospedagem de sites

Conteúdo
Menu
Status da Rede
Visitas
Até o momento, recebemos
101533025
vizualizações de páginas (page views) desde Agosto de 2004


TIM promete banda larga móvel de 100 Mbps



A aquisição da AES Atimus, empresa de telecom da Companhia Brasiliana de Energia (grupo Eletropaulo), pela TIM vai permitir que a operadora móvel entre fortemente no mercado de Video On Demand, além de acirrar a competição na telefonia móvel, no eixo Rio-São Paulo, onde a rede de fibras ópticas da AES tem 5,5 mil quilômetros de fibra, na área urbana. A compra da empresa de telecom do grupo de energia estava sendo negociada desde o início do ano e foi anunciada oficialmente hoje pelos presidentes das empresas, Luca Luciani, da TIM, e Britaldo Soares, do grupo AES Brasil. O negócio foi fechado por R$ 1,6 bilhão e deve ser concluído entre 90 e 100 dias. Ao contrário da aquisição da Intelig, que envolveu troca de ações, a compra da AES é em dinheiro.

"Com a aquisição, a TIM pretende acelerar o crescimento no mercado corporativo e oferecer aplicações que vão da computação em nuvem à videoconferência", afirmou Luciani, destacando que, para os clientes da TIM, a nova capilaridade e capacidade da rede vão permitir a oferta de banda larga móvel para o mercado residencial com velocidade de 1 Mbps e 1 Gbps no mercado corporativo. A rede da AES cobre a região metropolitana de São Paulo e Grande Rio, passando por 21 cidades nesses dois estados. "Foi um leilão bastante disputado, todo mundo gostaria de ter um ativo desse", comentou Luciani.

Com a venda, a Basiliana vai focar seus negócios em geração e distribuição de energia, enfatizou o presidente da companhia. Já a TIM espera, com a aquisição, reforçar sua estratégia de usar a sinergia entre redes fixas e móveis para o tráfego de dados. "A substituição do tráfego de voz fixa pela voz móvel é um processo que continua e a rede de dados vai acelerar muito esse processo", destacou o presidente da TIM.

Na nova estrutura, a Atimus deve ficar abaixo da TIM Celular. Em 2009, a TIM comprou a Intelig por R$ 900 milhões e com a nova aquisição passa a ter uma rede com taxa de transmissão de dados "superior a de seus competidores", garantiu Luciani. O presidente da TIM baseia seu plano de crescimento nos dados do mercado coberto pela rede de fibra da AES. As operadoras, fixas e móveis, têm uma receita de R$ 30 bilhões nas duas áreas; a TIM, só com a operação móvel, tem receitas de R$ 3 bi e pretende, agora, ganhar mercado também na fixa, com a oferta de serviços pela Intelig tanto de voz quanto de dados, usando a nova rede. "Com uma rede de fibras para a oferta de dados, queremos também conquistar clientes dos concorrentes", afirmou.

O R$ 1,6 bilhão não está incluído no plano de investimento já anunciado pela TIM, que prevê injetar nos negócios no país R$ 8,5 bilhões no período 2011-2013. "É um recurso que está fora do plano", enfatizou o presidente da operadora. A expectativa é que o negócio seja concluído no quarto trimestre e gere economias de R$ 1 bilhão ao longo de três anos, afirmou a TIM.

Estrutura

A Atimus é formada pelas empresas AES Rio e AES São Paulo (anteriormente conhecidas pela marca Eletropaulo Telecom). A empresa surgiu em 2000 e, em 2010, teve faturamento de R$ 211 milhões, com margem operacional de 63%. No primeiro trimestre deste ano, a companhia teve lucro líquido de R$ 18,3 milhões. Sua rede de fibra chega a 8 milhões de residências e 500 mil empresas nas duas áreas em que atua. A empresa é controlada pela Companhia Brasiliana de Energia que, por sua vez, tem como acionistas o BNDES, com 53,8% de participação, e pela norte-americana AES, com 46,2%.

Fonte: Telesintese



Postado em Domingo, julho 10 @ 00:34:28 BRT por mosqueteirors
 
Links relacionados
Classificação de notícias
Votar: 3
Votos: 1


Por favor, dedique um segundo de seu tempo para votar nesta notícia:

Excelente
Muito bom
Bom
Regular
Péssimo

Opções
 
Tópicos relacionados

Internet